Forró do Bagaça sofre fake news e caso é denunciado na Polícia

Forró do Bagaça sofre fake news e caso é denunciado na Polícia

O representante da casa noturna Moai Restobar, Gerson de Araújo Sampaio, registrou um Boletim de Ocorrência (BO) contra Gleicy Fernandes e Ageu Berger Pontes por suspeita da prática dos crimes cibernéticos de difamação e falsa identidade, descritos no Artigo 139 e Artigo 307, do Código Penal, respectivamente.
Arte da Casa Moai com informações alteradas pelos denunciados (Reprodução)
Segundo informações obtidas junto à polícia, Ageu é acusado de compartilhar e disseminar nas redes sociais, no último dia 1o. de junho, artes do Moai Restobar com data e horário alterados da apresentação da Banda do Bagaça, programada para ser realizada no mesmo dia, na tentativa de esvaziar o evento.
Post feito por Ageu Berger informando a data errada do evento (Reprodução)
De acordo com prints que a Polícia Civil teve acesso, Ageu Berger informa em um grupo de whatsapp denominado “Ingreija ZP” que a banda não vai mais se apresentar na sexta e sim em um “sábado”, conforme registro das conversas. “(Forró do Bagaça) agora com nova data. Agora, vai acontecer todos os sábados. Isso é forro do Bagaça. Ajudem a espalhar a notícia. Compartilha aiiiii (sic)”, diz a mensagem de Ageu.
Mensagens de fake news sobre o forró do Bagaça no whatsapp (Reprodução)
No mesmo grupo do aplicativo, ele insiste com a informação mentirosa em outro período do dia, dizendo que o novo dia do Forró do Bagaça está em uma rede social. Conforme investigação policial, ele repete nessa rede a mesma mensagem errada do grupo de whatsapp. “Fala pessoal, forró do Bagaça agora com nova data. Agora, vai acontecer todos os sábados (…)”.
Confusão
Apesar de ser questionado por internautas nas postagens das informações mentirosas que estava disseminando nas redes sociais, Ageu Berger Pontes continua a reforçar a mudança da data do show, no dia seguinte (sábado), para causar confusão entre os potenciais frequentadores da Casa Moai. “Mas e aí teve ou não teve”, perguntou uma internauta, no sábado passado (02/06) sobre a falsa alteração da data do evento.
Ageu Berger insiste com comunicados falsos nas redes sociais (Reprodução)
Ao responder ao questionamento, Ageu insiste na disseminação da fake news, conforme print que está sob a investigação da Polícia Civil, e diz que o evento não ocorreu na sexta, sendo que, segundo seus organizadores, ele foi realizado. “Não teve”, diz Ageu. “Sexta também não vai ter”, disse ele, mais uma vez espalhando informações falsas sobre o evento.
De acordo com o Boletim de Ocorrência, os dois denunciados também divulgaram a falsa informação de que a casa de show, Moai Restobar, não possui licenças necessárias para o funcionamento, sendo desmentidos pelos representantes do estabelecimento.
A reportagem do Portal Amazonas1 entrou em contato com Ageu Berger, mas ele não quis comentar as denúncias. Gleicy Fernandes não foi encontrada pela equipe até o fechamento desta matéria.
Veja trechos do Boletim de Ocorrência

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O post Forró do Bagaça sofre fake news e caso é denunciado na Polícia apareceu primeiro em Amazonas1.