CPI vai investigar 301 dispensas de licitação feitas no governo de Amazonino

O deputado Sabá Reis (PR) informou que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar as mais de 300 dispensas de licitação do governo de Amazonino Mendes (PDT), vai ser instaurada na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em agosto. Nesta quarta-feira,11, o pedido de investigação contou com a oitava assinatura para ser aprovada.
Quem deu a última assinatura foi o deputado Platiny Soares (PSB), um mês após assinarem o pedido, os deputados Abdala Fraxe (PODE), David Almeida (PSB), Francisco Souza (Podemos), José Ricardo (PT), Luiz Castro (REDE), Sabá Reis (PR) – autor do pedido – e Serafim Corrêa (PSB).
(Foto: Assessoria do deputado)
De acordo com Sabá Reis, as dispensas de licitação realizadas em 280 dias de governo, somam R$ 289,9 milhões. “Eu vou aproveitar para que amanhã (quinta-feira) eu faça o encaminhamento formal para a Mesa Diretora e a CPI vai seguir o rito normal, e a presidência vai escolher os membros seguindo o regimento da Casa. Com essa CPI eu espero que o governo pare de fazer a exceção uma regra no Estado, dispensando tantas licitações”, disse Sabá.
Ele confirmou que a Comissão só será instaurada após o dia 1º de agosto, data que a Assembleia retorna do recesso parlamentar. “Todo esse procedimento deve levar dois dias e em agosto será o mês do desgosto para muita gente”, comentou o deputado ao ressaltar que tem confiança nos parlamentares que assinaram o documento para que não desistam.
Para o líder do governo, deputado Dermilson Chagas (PP), a CPI é uma bravata da oposição que, segundo ele, está jogando pedra em um governo que trabalha. “Já viu alguém jogar pedra em árvore que não dá fruto? O governo trabalha, por isso incomoda a oposição que se alimenta desses factoides”, disse.
O post CPI vai investigar 301 dispensas de licitação feitas no governo de Amazonino apareceu primeiro em Amazonas1.