ALE só precisa de uma assinatura para abrir CPI contra Amazonino

ALE Amazonas Amazonino Mendes David Notícias Noticias do amazonas

O secretário-geral da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), deputado Sabá Reis (PR), apresentou pedido de instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), a fim de investigar o excesso de dispensas de licitações para valores milionários que foram concedidos pelo Estado, na gestão atual do governador Amazonino Mendes (PDT). Sete assinaturas já foram recolhidas a favor do pedido. De acordo com o regimento interno da Casa, é necessário que 1/3 dos 24 deputados, isto é, oito, para começar a tramitar.
David Almeida e Amazonino Mendes: CPI em debate (Reprodução na ALE)
Sabá Reis explica que a proposta de CPI tem como finalidade, investigar as mais de 170 dispensas de licitação, o que representa 50% de todos os contratos efetuados nos últimos cinco meses, envolvendo as áreas da Saúde, Transporte e Educação. “O governador Amazonino alegou que o fez em regime de “urgência”, contudo, isso já soma R$ 199 milhões em contratações diretas. Estamos fazendo o nosso papel, visto que o “AMA” solicitou que os deputados ajudem a ‘melhorar sua administração,” enfatizou.
O presidente da Aleam, deputado David Almeida (PSB) incluiu sua assinatura afirmando que pode também abranger o período de sua gestão no Governo. “Ninguém vai brincar de investigar não. Faço questão de que contenha o período em que fui governador”, disse David.
Assinaturas
Além do deputado Sabá Reis e David Almeida, outros cinco parlamentares já assinaram o pedido de abertura da CPI: Abdala Fraxe, Francisco Souza, José Ricardo Lula, Luiz Castro e Serafim Corrêa.
Presidente é favorável
O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado David Almeida (PSB) incluiu sua assinatura no pedido de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), apresentado pelo deputado Sabá Reis (PR) que tem como finalidade investigar as dispensas de licitação realizadas pelo governo tampão de Amazonino Mendes.

“Ninguém vai brincar de investigar não. Inclusive, pode apresentar pedido de CPI no período em que fui governador interino”, disse David em resposta à provocação do líder do governo na Aleam, deputado Dermilson Chagas.

Dermilson tentava defender os atos do governo, e que além da CPI, tem ainda contra si pedido de impeachment por improbidade administrativa, quando David disse que é a favor da investigação em todos os segmentos dos governos de Eduardo Braga, Omar Aziz, José Melo e Amazonino Mendes.

Em sua justificativa, o autor do pedido de CPI, deputado Sabá Reis, explicou que o objeto da investigação são as mais de 170 dispensas de licitação realizadas nos últimos meses pelo executivo estadual, que abrangem todos os setores da administração. “O governador alegou urgência para dispensar licitações, o que representou 50% de todos os contratos efetuados, um total de R$ 199 milhões”, ressaltou Sabá.

Até o momento, sete parlamentares são a favor da CPI: Abdala Fraxe, David Almeida, Francisco Souza, José Ricardo Lula, Luiz Castro, Sabá Reis e Serafim Corrêa. São necessárias oito assinaturas, de acordo com o Regimento Interno da Ale, para que seja dado início ao andamento para instalação da comissão na Casa.

(*) Com informações das Assessorias de Imprensas

O post ALE só precisa de uma assinatura para abrir CPI contra Amazonino apareceu primeiro em Amazonas1.