Presa nesta quarta-feira, 18, no âmbito da Operação Concreto Armado, a ex-secretária de Estado de Infraestrutura, Waldívia Ferreira Alencar, comandava um esquema de corrupção que foi detalhado pelo Ministério Público do Estado (MP-AM). A estimativa é que o prejuízo aos cofres públicos passe de R$ 25 milhões. Waldívia Alencar (Fotos:ler agora