O Tribunal de Contas da União (TCU) realizou uma auditoria nos holerites do funcionalismo federal dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e identificou pagamentos irregulares para 12.658 servidores e 4.380 casos suspeitos que ainda não foram esclarecidos, em 21 tipos de irregularidades. O percentual que aponta indícios de irregularidades, 44%,ler agora

A relação dos nomes de gestores públicos que tiveram suas contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nos últimos oito anos foi entregue na quinta-feira (26) ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux. Atualizada, a lista inclui o nome de 7.431 pessoas, e maisler agora

Chega a 7.431 o número de gestores públicos considerados inelegíveis pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e que, este ano, estão com suas candidaturas comprometidas.  A lista elaborada pela corte tem os políticos e administradores públicos cujas contas foram julgadas irregulares e que, pelos critérios da Lei da Fichaler agora

O Tribunal de Contas da União (TCU) julgou irregulares as contas do prefeito de Itacoatiara (a 269 quilômetros de Manaus), Antônio Peixoto de Oliveira (PT), e condenou o político à devolução de R$ 213,5 mil, repassados pelo Governo Federal, em 2009, e que deveriam ter sido aplicados em transporte escolar da localidade. ler agora

O Tribunal de Contas da União (TCU) julgou irregulares as contas do prefeito de Itacoatiara (a 269 quilômetros de Manaus), Antônio Peixoto de Oliveira (PT), e condenou o político à devolução de R$ 213,5 mil, repassados pelo Governo Federal, em 2009, e que deveriam ter sido aplicados em transporte escolar da localidade. ler agora