Nos bastidores da operação “Concreto Armado” deflagrada nesta quarta-feira, 18, pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) com o apoio da Polícia Civil do Estado, veio à tona, nos bastidores, a relação consanguínea do coordenador da operação, procurador Carlos Fábio Braga Monteiro, com o secretário de Estado de Educação (Seduc), Lourençoler agora