O Ministério Público de São Paulo abrirá inquérito para investigar se o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) cometeu improbidade administrativa no caso de suspeita de caixa dois de mais de R$ 10 milhões. Geraldo Alckmin é pré-candidato à Presidência da República (Foto: Reprodução/Site do PT) O cunhado do tucano Adhemar Cesarler agora